Como os sonhos funcionam no nosso subconsciente? Veja aqui mais sobre sonhar com cachorros!

Todas as noites a maioria das pessoas sonham com alguma coisa. Esses sonhos podem ser de cunho mais realista ou irrealista. Na maioria das vezes não há lembrança desses sonhos ao acordar ou eles são tão marcantes que se tornam inesquecíveis. No entanto, você sabe como os sonhos funcionam no nosso subconsciente?

Esse processo é considerado relativamente complexo e há muito tempo vem sendo estudado por especialistas na área da psicologia e cientistas. Há quem diga ainda que cada sonho possui um significado e pode ser interpretado de muitas formas por cada pessoa, com uma visão mais holística e mística. Desse modo, é fundamental saber como ocorre a formação dos sonhos e como ele atua na nossa mente.

O que é o sonho?

A definição de sonho varia de acordo com as ideologias propostas pela religião, ciência e cultura. A principal diferença entre cada uma delas é a análise do modo como os sonhos funcionam no nosso subconsciente e como eles são interpretados.

Do ponto de vista religioso, o sonho deve ser interpretado como uma mensagem divina, propondo uma iluminação e reflexão dos caminhos para os fiéis. Para o campo da ciência o sonho é apenas um processo de imaginação do inconsciente durante o sono. Ao que cabe às culturas, depende muito do lugar do mundo, mas de modo geral indicam a expansão da consciência ou momentos de premonição.

O subconsciente

A ciência define o subconsciente como um espaço intermediário entre o consciente e o inconsciente. Nesse espaço se encontram informações que não são acessadas de maneira instantânea e de forma consciente pelo nosso cérebro. Por isso, o subconsciente é tido como um aspecto misterioso e quase inacessível sem prévios conhecimentos.

Considerando esse aspecto a psicanálise possui diversas observações, teorias e conhecimentos, mas o entendimento e compreensão em relação ao sonho unido ao subconsciente é muito complexa. Foi pensando nisso que alguns especialistas começaram a analisar os sonhos em sessões de terapia a fim de auxiliar os pacientes a interpretarem os sonhos. Mas a questão de como os sonhos funcionam no nosso subconsciente são difíceis de serem explicadas.

O sonho e o subconsciente

Levando em consideração a interpretação da ciência diante dos sonhos e do subconsciente, os sonhos servem para expressar desejos e temores reprimidos e que não são verbalizados ou racionalizados. Desse ponto de vista, os sonhos atuam como uma válvula de escape a fim de manter o equilíbrio psicológico dos indivíduos. No entanto, esse processo do subconsciente é aliado aos resquícios conscientes do dia a dia.

Durante o sono algumas partes do cérebro continuam totalmente ativas, com exceção do centro lógico e controle dos membros. Por conta disso, os sonhos podem apresentar toques de irrealidade, mas de modo geral elucidam as complicações que se encontram na nossa mente.

Além disso, enquanto dormimos o cérebro realiza a limpeza de nossas memórias descartando que ele não considera útil e, consequentemente, acaba selecionando aquelas que possuem maior serventia.

Quando dormimos o cérebro tenta solucionar as questões que não conseguimos resolver de forma consciente mesmo que não seja um grande problema. Durante esse processo o órgão analisa esses aspectos e auxilia na eliminação ou inclusão de outras questões essenciais para a resolução de determinados problemas. É por conta disso que os momentos de sono são tão fundamentais e valiosos.

Interpretações dos Sonhos

Sabendo como os sonhos funcionam no nosso subconsciente a interpretação fica mais fácil. No entanto, outras perspectivas como a religião e a cultura podem influenciar nessas percepções. Independente de cada crença a interpretação dos sonhos proporciona reflexões importantes para a vida das pessoas e até mesmo a mudança de hábitos e ações.

De modo geral, os sonhos bons e divertidos são considerados prazerosos e proporcionam uma reflexão agradável aos olhos de quem sonhou. Quando se trata de um pesadelo as interpretações ficam sujeitas à situações ruins e perigosas. Por conta disso, as pessoas ficam com medo e consideram o pesadelo como um aviso, mudando pensamentos, escolhas, ações, entre outros aspectos.

Por fim, independente das interpretações e dos métodos de análise dos sonhos é importante saber que eles atuam de forma subjetiva e são processos considerados normais aos indivíduos. Com isso, saber como eles funcionam no nosso subconsciente facilita a absorção de informações em momentos de consciência.

Marcela Mazetto
Jornalista formada pela PUCPR viciada em música de todos os tipos, livros e séries. Mestre em curiosidades inúteis, está sempre procurando fugir da rotina.

Deixe seu comentário