INSS faz a notificação de 1,7 milhões de segurados para revisão cadastral: entenda!

Muitos dos cadastros do INSS são feitos e nem sempre continuam de forma regular, visto pela mudança de endereço, por mudança de dados e até mesmo por muitos motivos dos quais não imaginamos.

Essa semana o INSS está realizando uma revisão dos documentos que permitem a distribuição de determinados benefícios. Veja aqui como está funcionando esse processo, quem está recebendo demais mensagens e muito mais, fique por dentro.

INSS notifica cerca de 1,7 milhões de segurados: entenda!

INSS faz a notificação de 1,7 milhões de segurados para revisão cadastral: entenda!

O INSS – Instituto Nacional do Seguro Social, está fazendo a notificação dos beneficiários por meio de cartas desde o mês de setembro, especificamente para aqueles 1,7 milhões de segurados que precisam rever seus benefícios.

Segundo o próprio instituto, essa revisão é uma medida administrativa da qual reavalia documentos que permitem a distribuição de benefícios. Essa revisão passa por vários benefícios, seja pensão por morte ou aposentadoria por invalidez.

Enquanto os benefícios são revisados, um certo número de processos que ainda está aguardando atendimento ou autorização, segue ainda em análise: são cerca de 1,5 milhão que permanecem na fila. Metade deles necessita de atendimento especial.

O que fazer em caso de ser notificado?

Os beneficiários que tem que reavaliar seus dados são aqueles que receberem uma carta de cumprimento de exigência. O INSS já deixou alertado que os segurados devem ter atenção, visto que depois do recebimento da carta, serão dados 60 dias para então enviar a documentação que está sendo solicitada. Não será necessário enviar documentos originais, apenas cópias simples já bastam, sem precisarem de autenticação.

O envio dos documentos pode ser feito por meio do site do INSS ou do aplicativo Meu INSS.

Para fazer esse processo por meio do aplicativo Meu INSS, o segurado terá que fazer a solicitação por meio de “Atualização de Dados de Benefício”, colocando em anexo a cópia digitalizada dos documentos necessários – descritos abaixo -, para mostrar a regularidade e assim, continuar com o benefício.

  • CPF;
  • RG;
  • Certidão de nascimento ou casamento;
  • Título de eleitor;
  • Carteira de Trabalho e Previdência Social.

Como fazer a entrega presencial?

INSS notifica cerca de 1,7 milhões de segurados: entenda!

Se o segurado não conseguir fazer o envio da documentação de forma online ou pelo app Meu INSS, deverá fazer o agendamento da exigência do mesmo por meio de uma agência do INSS que seja mais perto de sua residência. Dessa forma, é necessário ligar para o número 135 do INSS e assim selecionar a opção “Entrega de Documentos por Convocação”. É importante destacar que o INSS não recebe o cumprimento de exigências sem ser agendada de forma prévia.

Em caso de atendimento presencial, há um prazo de 60 dias para que o serviço seja agendado dentro do serviço de cumprimento de exigência, contando do dia em que receber a convocação.

Essa entrega de documentos também deve ser feita naquelas urnas expressas, que são colocadas do lado de fora de algumas agências, sendo também feita por terceiros que possuem os dados de agendamento.

Não envio pode impactar no fim do benefício

O segurado que for notificado e que não fizer o envio dos documentos por meio do app Meu INSS ou não realizar o agendamento de entrega dos documentos dentro do prazo de 60 dias, tem grandes chances de ter seu benefício suspenso. E, depois desses 30 dias de suspensão, caso ainda assim não realizar os procedimentos que são necessários, terá o seu benefício completamente bloqueado.

Conforme informado pelo INSS, todas essas cartas de convocação que estão sendo enviadas aos beneficiários com dados cadastrais inconsistentes, são apuradas pelo Sistema de Verificação de Conformidade da Folha de Pagamento de Benefícios e assim, apresentados por fim ao Painel de Qualidade de Dados do Pagamento de Benefícios.

Vale lembrar que o instituto já disse que a revisão dos benefícios está apenas relacionada às pendências de cadastro e não para as regras de direito que acabaram gerando o mesmo.

Outro alerta que o INSS emitiu para os segurados é a importância de ter os dados atualizados, para assim receber a carta de cumprimento de exigência. Caso você tenha mudado de endereço recentemente, é possível fazer essa alteração por meio do app Meu INSS ou pelo número de telefone 135.

De modo a facilitar a comunicação com demais beneficiários, o INSS já realizou a parceria com os Correios, disponibilizando um alerta do qual avisa quando a carta foi enviada, conhecido como “Entrega Digital”.

Marcela Mazetto
Jornalista formada pela PUCPR viciada em música de todos os tipos, livros e séries. Mestre em curiosidades inúteis, está sempre procurando fugir da rotina.

Deixe seu comentário