Como abrir MEI – Entenda o Passo a Passo para ter seu CNPJ

O Microempreendedor Individual (MEI) é um modelo de registro jurídico que permite que profissionais autônomos de diversos segmentos possam abrir uma empresa para formalizar os seus negócios.

Com um MEI, o empreendedor tem seu próprio CNPJ e pode emitir nota fiscal. Além disso, o registro também proporciona outros benefícios para os profissionais que optam por este modelo.

E uma das principais vantagens no processo de abertura de um MEI é que ele pode ser feito todo pela internet de forma prática e rápida. A seguir, você pode conferir como abrir um MEI em passos simples para ter seu CNPJ e formalizar o seu negócio.

como abrir mei

Em 2020, este procedimento de formalização cresceu consideravelmente, pois milhões de brasileiros aderiram ao modelo de Microempreendedor Individual, principalmente por conta do crescimento do desemprego no país.

Segundo dados do Portal do Empreendedor, o número de MEIs no país aumentou 10,2% no primeiro semestre deste ano quando comparado ao mesmo período de 2019. Com isso, o índice de profissionais registrados neste formato chegou a mais de 10 milhões.

Documentos necessários para abrir MEI

Antes de começar o procedimento de abertura do seu MEI, tenha em mãos (ou em mente) os seguintes documentos obrigatórios:

  • RG
  •  CPF
  •  Comprovante de Endereço
  •  Título de Eleitor
  •  Nº da Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física – apenas para quem declarou IPRF nos últimos dois anos.

Estes são alguns dos principais dados que você informar durante o processo de abertura da sua microempresa. Mas não são únicas informações necessárias, como você poderá na sequência.

E antes de seguir, não se esqueça: MEI também possui despesas e impostos.

Passo a passo de como abrir um MEI

Para o profissional autônomo criar a sua própria empresa e aproveitar de todos os benefícios do MEI, ele nem precisa sair de casa. A primeira coisa a se fazer é criar uma conta no portal do governo, o que é bastante simples:

  • Acesso o Portal do Empreendedor clicando neste link, e escolha a opção “Formalize-se”. Na sequência, clique em “Crie sua conta gov.br”;
  • A seguir, escolha uma das opções de cadastro disponíveis. A mais recomendada é por meio do CPF, pois ela é mais simples.
  • Comece o seu cadastro informando o seu CPF e nome completo nos campos indicados. Feito isso, marque a caixa concordando com o termos de uso e depois a opção “não sou um robô”;
  •  Na página seguinte, você precisa validar os seus dados inserindo todas as informações solicitados. Em seguida, clique em “Continuar”;
  • Um código de verificação será encaminhado para o endereço de e-mail ou número de celular que você informou. Acesse este código e depois faça o cadastro de sua senha do acesso no Portal do Empreendedor.

Feito esse procedimento, você estará cadastrado no Portal do Empreendedor, o que é indispensável para abrir um MEI. Agora é hora de criar o seu CNPJ.

 

Criando sua empresa MEI

Depois de se cadastrar no Portal, é só criar o seu CNPJ e formalizar o seu negócio de microempreendedor individual.

  • Vá novamente à página inicial do Portal do Empreendedor e clique em “Formalize-se”. Agora que já fez o seu cadastro, você deve digitar o seu CPF e senha cadastrada no campo lateral da tela;
  • Na sequência, você precisa confirmar sua informação de contato. Um código será enviado para você via e-mail ou SMS, basta acessá-lo e inseri-lo no campo indicado, e depois clicar em “Autorizar”;
  •  A seguir, você deve informar dados pessoais como Título de Eleitor, RG, CPF e número de Imposto de Renda (se for o caso). Após preencher esses campos, clique em continuar
  • Este é o momento em que a sua empresa começa a tomar forma. Chegou a hora de informar o Nome Fantasia e o Capital Social do seu empreendimento.

Informações sobre a sua empresa

O “Nome Fantasia” se refere ao nome que você escolheu para a sua marca, e o “Capital Social” ao valor investido para abrir o seu negócio. Se não foi necessário nenhum investimento inicial para começar a sua empresa, pode incluir qualquer valor.

  • Após essa etapa, você deve informar a ocupação principal da sua empresa, ou seja, qual o principal tipo de serviço que ela presta ou produto que vende;
  • Em seguida, informe também as atividades secundárias;
  • Também é preciso informar como será a atuação da sua empresa: atendimento em estabelecimento fixo, em domicílio, pela internet etc;
  • Cadastre agora o seu endereço comercial. Se você trabalhar pela internet ou não ter um estabelecimento fixo, use o seu endereço residencial
  • Por fim, marque as opções de Declaração de Desimpedimento e clique em “Continuar”.

Se estiver tudo correto no seu cadastro, você receberá o número do CNPJ da sua empresa no seu e-mail em alguns minutos. Com isso, seu negócio estará devidamente formalizado, e você terá o seu próprio MEI.

Deixe seu comentário