Consórcio: como funciona e quais as vantagens

O consórcio é uma modalidade de aquisição realizada por um grupo de pessoas (físicas ou jurídicas) que estão interessadas em comprar o mesmo tipo de bem ou serviço. Esse grupo contribui mensalmente determinado valor a fim de formar um fundo conjunto que será responsável pela compra dos bens para todos membros.

Portanto, todos os meses o dinheiro pago pelos consorciados é reunido e utilizado para a compra do bem ou serviço de pelo menos uma pessoa do grupo. Dessa forma, a distribuição do fundo será progressiva até o fim do contrato, ou seja todos poderão ter acesso a carta de crédito e efetuar a compra do que desejarem em determinado momento. 

O consórcio é uma forma de aquisição utilizada na compra de bens com alto valor agregado. Os tipos de consórcio mais comuns são: 

  • Consórcios imobiliários (casas, apartamentos, terrenos, imóveis comerciais);
  • Consórcios de automóveis (carros, motos, ônibus, caminhões, tratores);
  • Consórcios de bens (máquinas, equipamentos, móveis, aparelhos eletrônicos);
  • Consórcio de serviços (viagens, cursos, casamentos, tratamentos estéticos, serviços empresariais).
Consórcio: como funciona e quais as vantagens
Consórcio: como funciona e quais as vantagens

Como funciona

A atividade de Consórcios é regulamentada e fiscalizada pelo Banco Central, portanto todo consórcio deve ser administrado por uma instituição previamente autorizada. Todo consórcio tem um estatuto com as suas normas de funcionamento, direito e deveres tanto da administradora quanto do consorciado. 

O sorteio é a principal forma de entrega dos bens para o consorciado. Com o saldo em caixa disponível, a administradora realiza um sorteio podendo contemplar uma ou mais pessoas. Esse sistema é repetido até o final do contrato ou até que todos participantes do consórcio recebam seu bem. 

Vale ressaltar que o bem não é pago diretamente, mas sim através de uma carta de crédito certificado pelo Banco Central. A carta tem valor equivalente ao total do consórcio, podendo ser utilizada para comprar o bem à vista ou então vender e negociar por meio de um leilão.

O leilão acontece logo após o sorteio, em uma reunião com todos participantes do grupo, onde os contemplados podem comprar ou vender suas cartas de crédito. Assim como em todas negociações por leilão, quem oferecer o maior lance ou adiantar mais parcelas, adquire a carta de crédito. 

Mesmo sem juros, os consórcios possuem algumas taxas a serem pagas mensalmente como de: administração, seguro e fundo de reserva. Somando essas taxas com as parcelas, no final, o bem poderá custar até 20% a mais do valor.

Em caso de inadimplência ou desistência, o consorciado pode ser excluído do contrato e perder tudo que investiu. Nesse caso, a única forma de reaver o dinheiro investido é revender sua cota para terceiros.

Vantagens

  1. Sem juros;
  2. Estimula planejamento financeiro;
  3. Favorece negociação à vista;
  4. Opção de investimento.

 

Felipe Calbo
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo atuante na chamada "massa de mídias", trazendo mais um braço da pluralidade de opinião em detrimento do mito da imparcialidade.

Deixe seu comentário

16 − 1 =