ENEM Digital 2021: Como vai funcionar o ENEM pelo computador

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) anunciou que o Exame Nacional do Ensino Médio de 2020 terá aplicação de provas digitais. O Enem é aplicado há mais de 10 anos e tem como objetivo avaliar o desempenho dos estudantes do ensino médio.

O ENEM se tornou a principal porta de entrada dos estudantes brasileiros ao ensino superior, pois sua pontuação é utilizada como principal critério de seleção para entrar em uma universidade pública, através do Sisu, adquirir uma bolsa de estudos por meio do ProUni ou financiar o curso escolhido utilizando o FIES.

Enem digital é a nova modalidade
Enem digital é a nova modalidade

As provas digitais pretende atender mais de 100 mil estudantes. Este é um novo modelo de aplicação de prova, considerado mais barato e seguro. Nele, o candidato poderá realizar o exame pelo computador, de forma online, mas não de casa e sim em uma das instituições selecionadas pelo Inep.

Por enquanto esse modelo está em fase de testes e é provável que o valor da taxa de inscrição no Enem Digital diminui no decorrer dos anos. Em relação à prova, a estrutura permanecerá a mesma: serão dois domingos para realizar 4 provas objetivas, com 45 questões cada e uma redação digitada.

Quem pode participar do Enem Digital?

As regras são as mesmas: só pode ser inscrever no Enem Digital, candidatos que tem ensino médio completo ou que irão finalizar no final do ano. Nesse primeiro teste, não haverá opções para treineiros e candidatos que precisam de atendimentos especiais, como acessibilidade.

Quais serão os locais para aplicação das provas digitais?

O Enem Digital 2020 será aplicado em mais de 100 cidades, em todos os estados e no Distrito Federal.  Até o momento o Inep não divulgou qual empresa será responsável pela aplicação das provas.

Os locais de prova serão determinados pelo Inep junto com a empresa contratada e deverão apresentar uma infraestrutura adequada para alocar os computadores para aplicação dos exames. Os candidatos terão acesso apenas ao sistema de prova, portanto o sistema será bloqueado para acesso a internet ou outros documentos.

Com adiamento do Enem devido a pandemia do coronavirus, a versão digital será nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro.

A prova digital 

A prova digital terá o mesmo formato das provas tradicionais, ou seja com 180 questões e uma redação. Entretanto, as perguntas serão outras, por conta das provas serem aplicadas em datas diferentes. No caso da redação, os temas também serão diferentes, e ela continuará sendo feita de forma manuscrita.

Vale ressaltar que o nível de dificuldade da prova não será alterado por conta da elaboração dos perguntas com base na Teoria de Resposta ao Item somada ao tempo para resolver as questões.

Felipe Calbo
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo atuante na chamada "massa de mídias", trazendo mais um braço da pluralidade de opinião em detrimento do mito da imparcialidade.

Deixe seu comentário

doze + nove =