Informe de Rendimentos – O que é? Descubra como funciona

O informe de rendimentos é importante até mesmo para a declaração do Imposto de Renda. Este documento tem nível fiscal e auxilia na identificação de possíveis fraudes.

A sua realização dentro do prazo e com informações corretas perante a Receita Federal inibe o cumprimento de ações judiciais com pagamento de multas e sonegação de impostos.

Conheça a seguir o que é e como funciona o importante documento de informe de rendimento. Confira!

O que é informe de rendimentos?

Sendo um documento emitido pelas fontes pagadoras, o informe de rendimentos demonstra a relação de valores pagos a seu beneficiário e também as retenções de impostos da fonte.

O informe de rendimento serve como comprovação na hora da declaração do imposto de renda, para demonstrar o cumprimento de empresa e empregador referente as suas obrigações tributarias.

Então, também pode ser utilizado para comprovação de renda quando se necessita de avaliação de crédito.

Para que serve o informe de rendimentos

Uma forma de se evitar erros e fraudes, o informe de rendimentos é pago a pessoa física com retenção de sua fonte.

O informe de rendimento é um documento de nível fiscal, aumentando a segurança de termos fiscais e tributários.

Então isso vale para que se um dos funcionários da empresa realizar a declaração do informe de rendimentos em nome da empresa, a empresa em questão pode comprovar o seu não envolvimento com a questão.

Contudo o mesmo vale para pessoas físicas. Portanto informe de rendimentos é um meio de cumplicidade entre empresas e empregados.

 informe de rendimentos

Quais são os tipos de informe de rendimentos?

O tipo de informe de rendimentos varia de acordo com a forma de obtenção de renda. Como não há lei para esta definição, é a fonte pagadora que tem obrigação de emitir o informe de rendimentos.

Alguns tipos de documentos são mais comuns, como os fornecidos por:

  • Corretora de investimentos para os seus investidores;
  • Empresas trabalhadoras para seus funcionários;
  • INSS para seus previdenciários; e
  • Instituições financeiras para seus investidores e correntistas.

Portanto nestes documentos, são necessários observar a discrição completa sobre:

  • Beneficiário;
  • Fonte pagadora;
  • Rendimentos tributáveis; e
  • Retenção de impostos.

É preciso declarar investimentos?

Quando há a ultrapassagem da faixa de isenção ou se você está dentro das situações de obrigatoriedade, é preciso sim declarar seus investimentos.

Portanto dessa forma, você precisa estar sempre em atenção aos seus investimentos tanto nacionais, como também os realizados no exterior.

Então tudo isso de forma para que você possa cumprir com as obrigações tributarias sem falhas. Então, neste ponto ele auxilia muito.

Como obter o documento?

É a fonte pagadora que é responsável pela entrega de seu informe de rendimentos.

Ela precisa entregar o documento a tempo para que você possa realizar a declaração do Imposto de Renda sem atraso, ou seja, dentro do prazo estipulado pela Receita Federal.

Este prazo para entrega do informe de rendimentos, de acordo com a Receita

Portanto federal é de até o último dia útil do mês de fevereiro do ano subsequente ao dos pagamentos.

Contudo caso a pagadora descumpra este prazo, ela necessita pagar uma multa no valor de R$ 41,43 para cada um dos documentos não emitidos e, ainda, mais 300% em cima do valor que não foi declarado corretamente.

Portanto outra grande questão é que se o documento houver irregularidades de informações, além das multas, tanto empresa quando empregado podem responder por sonegação de imposto.

 

Avatar
Jornalista, redatora, atuante na produção de conteúdo para a web há 3 anos. Amante da comunicação, antenada às novidades e sempre disposta a trazer o melhor conteúdo, com respostas para as perguntas de quem o lê!

Deixe seu comentário