IPTU Goiânia 2021: valor, formas de pagamento, desconto e mais

Além das contas de sempre, quem tem propriedade no nome já pode começar a se planejar para fazer o pagamento do IPTU de Goiânia em 2021, que está quase chegando. A vantagem de antecipar é que o contribuinte consegue obter desconto. Já quem deixa para última hora é cobrado com o valor integral, que pode sofrer juros se houver atraso. Vale lembrar que esse imposto é obrigatório, a ausência do pagamento coloca o CPF (Cadastro de Pessoa Física) do proprietário na dívida ativa e pode ser protestado em cartório. 

Valor 

Para definir o preço do IPTU a prefeitura leva em consideração o requinte de cada construção, ou seja, o tamanho da área, a localização e o tipo de acabamento que possui. Depois dessa avaliação se chega no valor venal, que seria o suposto preço de venda.  

Em seguida, o poder público multiplica o valor venal com a alíquota estabelecida para o ano vigente. Para o IPTU de Goiânia em 2021 a alíquota vai ser a mesma cobrada em 2020, todavia não espere pagar o mesmo preço que o boleto anterior, pois há correção monetária devido a inflação que está 3,2% maior. 

Confira a porcentagem da alíquota: 

  • Imóveis localizados em regiões periféricas: 0,20% 
  • Imóveis localizados na região central ou vizinha: 0,55% 
  • Imóveis comerciais: entre 0,50% e 1% 
  • Terrenos sem construção: entre 1% e 4% 
IPTU Goiânia 2021

Formas de pagamento 

A atualização quanto à forma de pagamento deve ser divulgada anualmente pela prefeitura municipal. Até o momento nenhuma informação nova foi passada, logo a tendência é de o que IPTU 2021 de Goiânia seja cobrado nos mesmos parâmetros que nas temporadas passadas. 

Os Correios devem entregar o carnê referente ao tributo em janeiro no endereço cadastrado. Mas saiba que essa guia só dá a opção de pagamento na cota única (à vista) e até dia 20 de fevereiro, com direito a 10% de desconto. Será possível quitar o carnê do IPTU Goiânia 2021 em qualquer agência de um dos bancos conveniados, que são: 

  • Banco do Brasil; 
  • Banco Mercantil do Brasil; 
  • Banespa; 
  • Bradesco; 
  • BEG; 
  • Caixa Econômica Federal; 
  • Casas Lotéricas; 
  • Cooperativa Credijur; 
  • Cooperativa Credmed; 
  • Cooperativa Credsaúde; 
  • Cooperativa Unicred; 
  • Cooperativa Credi; 
  • Itaú Unibanco. 

Quem preferir pode parcelar em até 11 vezes, começando a pagar em fevereiro e terminando em dezembro. Nesse caso não haverá desconto e o boleto deve ser pago sempre até o dia 20 do mês. Se a data cair no fim de semana ou feriado, o vencimento é automaticamente transferido para o próximo dia útil. 

O que é IPTU?  

O Imposto sobre Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU) é cobrado anualmente a todos os proprietários de imóveis – seja casa, apartamento, sala comercial ou qualquer outra construção civil em região urbanizada. A forma de cobrar e receber pelo valor fica a critério das prefeituras.   

O dono do território é o responsável por manter o pagamento em dia. Assim, o boleto é emitido sempre no nome dessa pessoa. Todavia, o inquilino pode ficar encarregado de quitar a dívida, desde que ele tenha sido informado com antecedência, no contrato do aluguel.    

O valor do IPTU não é único e varia conforme o requinte do imóvel. O dinheiro arrecadado com a cobrança desse imposto permanece no município e deve ser usado para realizar obras, reparos e melhorias internas. 

Quem tem direito à isenção? 

Em Goiânia pode ficar isento do pagamento do IPTU em 2021 pessoas que têm imóvel de até 120 metros quadrados, que são aposentadas, pensionistas ou com renda de até dois salários mínimos. Caso você se encontre em uma dessas situações e deseje solicitar a isenção, deve procurar a prefeitura. Quem tiver o pedido deferido se abstém do tributo por três anos consecutivos. 

Como consultar? 

Se você precisar de mais informações sobre o seu imóvel ou desejar fazer o parcelamento da cobrança, acesse o portal da Prefeitura de Goiânia. Na página, à direita inferior, é possível localizar o ícone “IPTU e ITU”. Lá existe também a opção de emitir a guia de pagamento e 2ª via. 

 Leia também: Como transferir um imóvel? O que diz a lei sobre compra e venda – Saiba como fazer

Ludmila Catharina
Uma jornalista de 23 anos, nascida e criada no quadradinho. Encantada por literatura e todas as formas de comunicação. Atualmente, ocupo o papel de estudante, mais uma vez, fazendo especialização em comunicação organizacional e estratégias digitais.

Deixe seu comentário

nove − oito =