Prouni no 2º Semestre de 2021: como vai funcionar?

O Programa Universidade para Todos (Prouni), do Governo Federal, dá aos estudantes de baixa renda a chance de conseguirem uma bolsa de estudo nas faculdades particulares de todo o país, e em vários cursos. As bolsas concedidas podem ser parciais, no valor de 50%, ou integrais, onde não há custo algum com a mensalidade. Todo ano são feitos dois processos seletivos. Quem não conseguir participar da primeira edição, que acontece geralmente em janeiro, pode se candidatar ao Prouni no 2º semestre de 2021.  

Essa oportunidade será valiosa para quem for participar do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2020, que foi adiado para o ano que vem em razão da pandemia de Covid-19, pois só com a nota do exame é possível se inscrever no Prouni. Como a abertura da primeira edição do programa vai acontecer antes da aplicação das provas, os estudantes que desejarem concorrer a uma bolsa de graduação devem ficar atentos à segunda temporada de inscrição, prevista para junho. 

Como funciona? 

Desde quando foi implementado, em 2004, o Prouni já beneficiou mais de 2 milhões de estudantes. A cada ano são concedidas cerca de 250 mil bolsas de acesso ao ensino superior privado. A porcentagem do desconto sobre a mensalidade varia conforme a necessidade e o status econômico do candidato. A responsabilidade de fazer a análise para definir se a bolsa será parcial ou integral é do Ministério da Educação (Mec), junto à faculdade destino.  

Os requisitos impostos aos candidatos para que sejam aceitos no Prouni do 2º semestre são os mesmos aplicados durante o 1º. O processo de inscrição e avaliação do perfil dos inscritos acontece inteiramente online, a partir do desempenho alcançado no Enem mais recente, uma vez que a nota tem validade de um ano.  

Prouni 2º semestre 2021

Quem pode participar? 

Para concorrer a uma bolsa do Prouni a pessoa não pode ter formação de nível superior (com exceção dos docentes da rede pública de ensino), não pode ter zerado a nota da redação e precisa ter conseguido no mínimo 450 pontos de média nas provas. Para além desses requisitos, é preciso se encaixar em um dos perfis abaixo: 

  • Ter diploma de conclusão do ensino médio emitido por escola da rede pública, ou pela instituição particular na condição de aluno bolsista; 
  • Ter renda familiar mensal de até R$1567,50 (um salário mínimo e meio) para concorrer às bolsas de 100% de desconto; 
  • Ter renda familiar mensal de até três salários mínimos por pessoa, para concorrer às bolsas de 50% de desconto; 
  • Possuir alguma deficiência. 

Como o programa visa atender, sobretudo, as pessoas em situação de vulnerabilidade, a inscrição é gratuita, sem necessidade de solicitar a isenção. 

Onde se inscrever? 

A forma de inscrição para o Prouni no segundo semestre não muda em nada, continua sendo pelo site do Ministério da Educação. Mas é preciso ficar ligado no portal para ser notificado da data exata de abertura do processo seletivo, já que são poucos dias. Em janeiro, por exemplo, o período de inscrição vai só do dia 12 ao 15.  

Confira a seguir como fazer sua inscrição: 

  1. Abra a página do Prouni, no site do Mec; 
  2. Selecione a opção “Fazer a inscrição”; 
  3. Insira o seu número de inscrição e a senha usada na página de acompanhamento do Enem; 
  4. Responda os dados que forem solicitados nas abas seguintes; 
  5. Por fim, certifique-se de que as informações estão todas corretas e clique em “Confirmar inscrição”. 

É permitido alterar a opção de curso mais de uma vez durante o processo seletivo. Vale lembrar que todas as informações alegadas vão ser examinadas pelo sistema. Posteriormente, em caso de aprovação, o aluno será encaminhado a uma faculdade e lá deverá entregar os documentos a fim de realizar a matrícula, obedecendo ao prazo estipulado.  

 Leia também: Isenção ENEM: Quem tem direito de não pagar a taxa de inscrição?

Ludmila Catharina
Uma jornalista de 23 anos, nascida e criada no quadradinho. Encantada por literatura e todas as formas de comunicação. Atualmente, ocupo o papel de estudante, mais uma vez, fazendo especialização em comunicação organizacional e estratégias digitais.

Deixe seu comentário

dois × um =