SPC Serasa: conheça as principais atitudes que sujam o nome

Até por falta de informação, as pessoas podem tomar uma decisão de compra ruim e acabarem com a corda no pescoço. Mas o ideal é se programar para evitar o aperto. Afinal, quem se encontra endividado pode sofrer algumas restrições no mercado.  Conheça aqui as principais atitudes que sujam o nome, de acordo com o Serasa. 

Índice de endividamento no Brasil 

Boa parte dos consumidores está ou já esteve inscrito no Serviço de Proteção ao Crédito (SPC). Segundo a última pesquisa divulgada pelo Serasa Experian, em novembro de 2019, cerca de 63,8 milhões de pessoas estavam inadimplentes. 

Hoje, com a pandemia de coronavírus e o aumento do desemprego, estima-se que mais gente tenha tido o orçamento comprometido, deixando de honrar as contas.  

Contudo, se você pretende conquistar um bem de valor maior em 2021 é muito importante estar com o nome limpo. Saiba que as empresas fazem uma análise do perfil do consumidor antes de autorizarem compra parcelada no carnê e de emitirem cartão de crédito, por exemplo. 

Nome sujo

O que leva a ter o nome sujo? 

São três principais atitudes que levam a pessoa a ter o nome sujo. A começar pela mais comum, que é quando a pessoa faz uma compra ou contrata um serviço, mas não paga dentro do prazo combinado.  

A outra possibilidade é se o proprietário de uma empresa deixa de pagar os funcionários e fornecedores em dia. Isso configura participação em falência. 

Por último, tem a entrega de cheque sem fundo. Ou seja, o consumidor se compromete em pagar na data determinada, mas não cumpre, porque não há dinheiro em conta para que o valor do documento seja compensado.  

Como as empresas podem cobrar? 

Tudo isso que foi citado no tópico anterior pode ocasionar em negativação, acompanhada protesto em cartório e até mesmo ação judicial. Essas são medidas tomadas por parte da empresa ou da pessoa com o interesse em receber. Entenda como funciona cada uma delas: 

  • Negativação: acontece quando uma empresa notifica o Serasa, ou outra instituição equivalente, sobre a ausência de pagamento; 
  • Protesto em cartório: trata-se de um ato formal onde se prova a inadimplência e o descumprimento de obrigação originada em títulos e outros documentos. O protesto pode ser emitido a qualquer hora, sem prazo. 
  • Ação judicial: quando uma pessoa vai à justiça pedir que o valor da dívida seja restituído. É comum de acontecer quando se deve para alguém conhecido. A partir disso é gerada uma intimação que obriga a realização do pagamento. 

Como limpar o nome? 

Se for o caso de estar com o nome negativado no SPC/Serasa, o titular da dívida deve acessar o portal Limpa Nome. Lá, selecione a opção “Entrar”, depois basta inserir o número do CPF e a senha. Caso não ainda possua será necessário criar uma. 

Feito isso será possível visualizar todos os débitos pendentes e oportunidades de acordo com desconto sobre a dívida. Se houver interesse em quitar, siga os passos indicados e clique em “Gerar Boleto”. Vale lembrar que é preciso efetuar o pagamento dentro do prazo.  

Além disso, o site mostra o nível de Score, que é a pontuação atribuída aos bons pagadores. Quanto mais baixa, mais dificuldade o consumidor vai ter para fechar negócio e conseguir crédito na praça. 

 Leia também: Tenho nome sujo, quais são os meus direitos? Saiba o que as empresas não podem fazer

Ludmila Catharina
Uma jornalista de 23 anos, nascida e criada no quadradinho. Encantada por literatura e todas as formas de comunicação. Atualmente, ocupo o papel de estudante, mais uma vez, fazendo especialização em comunicação organizacional e estratégias digitais.

Deixe seu comentário

1 × 2 =