Auxílio emergencial será pago até janeiro

Coronavoucher segue sendo oferecido para alguns cidadãos com parcelas de até R$600. O cronograma do auxílio emergencial foi divulgado pela Caixa Econômica e será realizado até o fim do mês.

Auxílio emergencial

Apesar do novo ano já ter iniciado, o auxílio emergencial não deixou de ser pago aos cidadãos cadastrados para receber a ajuda financeira do Governo Federal.

A Caixa Econômica, responsável pela distribuição do coronavoucher, divulgou o cronograma de pagamento e a previsão é de que o benefício seja oferecido até o fim de janeiro.

Nesta semana, parcelas de R$300 e R$600 foram realizadas aos cidadãos contemplados referentes ao ciclo 5 e 6 do programa, considerando a data de aceite pelo CadÚnico.

 

Cronograma prevê pagamento até este mês

A fim de otimizar os pagamentos, os dois calendários serão mantidos pela Caixa, sendo a primeira quantia disponibilizada pelo Caixa Tem e, posteriormente, pela modalidade de saque.

Dessa forma, apenas os cidadãos inclusos nos ciclos 5 e 6 poderão realizar as retiradas do benefícios em espécie, considerando que o valor foi concedido e enviado para a poupança digital no mês de dezembro.

Além disso, a instituição financeira pede que os cidadãos respeitem o prazo determinado no calendário a fim de evitar aglomerações nas agências.

Valores

A respeito dos valores do auxílio emergencial é importante dizer que o pagamento é de R$300 ou R$600 caso a segurada seja mulher, mãe de família e solteira. O mesmo se aplica aos pais na mesma situação.

Cronograma

Acompanhe o cronograma da Caixa Econômica para o auxílio emergencial dos ciclo 5 e 6:

  • Janeiro: 22/novembro, 13/dezembro e 19/dezembro;
  • Fevereiro: 23/novembro, 13/dezembro e 19/dezembro;
  • Março: 25/novembro, 14/dezembro e 4/janeiro;
  • Abril: 27/novembro, 16/dezembro e 6/janeiro;
  • Maio: 29/novembro, 17/dezembro e 11/janeiro;
  • Junho: 30/novembro, 18/dezembro e 13/janeiro;
  • Julho: 2/dezembro, 20/dezembro e 15/janeiro;
  • Agosto: 4/dezembro, 20/dezembro e 18/janeiro;
  • Setembro: 6/dezembro, 21/dezembro e 20/janeiro;
  • Outubro: 9/dezembro, 23/dezembro e 22/janeiro;
  • Novembro: 11/dezembro, 28/dezembro e 25/janeiro;
  • Dezembro: 12/dezembro, 29/dezembro e 27/janeiro.

Vale ressaltar que a data de aniversário está sendo considerada. 

Parcelas

Até então o número de parcelas para todos está previsto para o mês de janeiro, bem como o último pagamento do auxílio emergencial.

Contudo, por conta da somatória total das parcelas ser diferente para cada cidadão conforme a data de cadastro, ficou determinado o recebimento do benefício de acordo com a data de aceite no programa, ou seja:

  • Cadastrados em abril: 9 parcelas
  • Cadastrados em maio: 8 parcelas
  • Cadastrados em junho: 7 parcelas
  • Cadastrados em julho: 6 parcelas
  • Cadastrados a partir de agosto: 5 parcelas.

A contagem é considerada com base no dia primeiro de cada mês.

Prorrogação

Alguns cidadãos estão questionando uma possível prorrogação do pagamento do auxílio emergencial tendo em vista que a situação pandêmica ainda não chegou ao fim.

No entanto, o presidente Jair Bolsonaro chegou a negar mais de uma vez a possibilidade de o benefício ser continuado.

Apesar da afirmação de Bolsonaro, os parlamentares e congressistas avaliam a necessidade de determinar mais um decreto de calamidade pública a fim de que haja a retomada do pagamento do auxílio emergencial.

Julia de Paula
Jornalista formada pela Universidade Metodista de São Paulo - UMESP

Deixe seu comentário

15 + dezesseis =