FIES 2021 Segundo Semestre: MEC Anuncia as Regras. Saiba quais são essas regras

Quem tiver participado de alguma prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) poderá usar a nota para se inscrever no Financiamento Estudantil, o Fies, que vai acontecer no segundo semestre de 2021. Mas é preciso ficar atento, o Ministério da Educação (Mec) anunciou nesta segunda-feira, dia 25, as regras que devem ser cumpridas a fim de validar a participação dos candidatos. 

A publicação consta no Diário Oficial da União e estabelece como será a distribuição de vagas dentro das instituições privadas de ensino superior, além do processo de seleção dos candidatos e a reserva de vagas para pessoas com preferência. Já a divulgação do cronograma de seleção continua pendente. 

Como funciona? 

O Fies existe desde 1999 e é ofertado em todo o país, sob gestão do Governo Federal. O principal objetivo do programa é ampliar o acesso dos brasileiros de baixa renda à graduação, por meio da concessão de crédito bancário com condições especiais, por exemplo: a taxa de juros zero e o prazo de parcelamento maior. 

Somente ao completar dois anos da data da formatura o aluno deve começar a restituir o governo com a quantia que lhe foi emprestada. A porcentagem máxima que pode ser financiada varia conforme a necessidade do solicitante, o curso escolhido, a instituição de ensino e o banco com o qual foi feito o vínculo.  

Com essas e outras vantagens o Fies se tornou a melhor opção para quem deseja o diploma, mas não conseguiu nota suficiente para ingressar no curso público, ou não foi contemplado com uma bolsa integral do Programa Universidade para Todos, o Prouni. 

Até mesmo se o aluno tiver sido beneficiado com uma bolsa parcial do Prouni, que dá direito a 50% de desconto, ele pode solicitar o financiamento do valor restante da mensalidade pelo o Fies. Assim não precisará arcar com nenhum custo estudantil pelo período em que estiver matriculado.  

Vale lembrar que o Fies pode conceder crédito no valor de até R$7.000,00 por mensalidade, o que resulta no montante de R$42,000 no fim de cada semestre. 

Fies 2021

Quais são as regras? 

As regras mais importantes para participar do Fies se mantêm. O interessado deve comprovar os seguintes fatores: 

  • Ser membro de núcleo familiar com renda mensal de 3 salários mínimos (R$3.135,00) a cinco salários mínimos (R$4.990,00) por pessoa. 
  • Ter participado de pelo menos uma das aplicações do Enem a partir de 2010;  
  • Ter atingido no mínimo 450 pontos na prova de múltipla escolha;  
  • Ter atingido nota maior que zero na prova de redação. 

Se enquadrar nesse perfil é o suficiente para ter a inscrição aceita, mas como as vagas são limitadas, o crédito só é concedido às pessoas que apresentam as maiores notas. Ou seja, quanto melhor o desempenho no Enem, mais alta é a chance de ser convocado. 

Os candidatos que estão em busca do primeiro certificado de graduação têm preferência ao tentar uma vaga na faculdade privada através do programa. E caso ocorra de existirem vagas remanescentes, aqueles que buscam financiar a segunda graduação poderão ser chamados. Saiba que só é permitido concorrer para uma opção de curso. 

Apesar de ainda não haver uma data definida para o processo de inscrição do Fies 2021, o Mec já manifestou a intenção de abrir o processo seletivo logo depois de lançar a lista com o resultado do Enem 2020. Sendo assim, a expectativa é para o mês de abril. 

Leia a publicação do Diário Oficial da União na íntegra aqui. 

Ludmila Catharina
Uma jornalista de 23 anos, nascida e criada no quadradinho. Encantada por literatura e todas as formas de comunicação. Atualmente, ocupo o papel de estudante, mais uma vez, fazendo especialização em comunicação organizacional e estratégias digitais.

Deixe seu comentário

2 + 9 =