Imposto de Renda 2021: Conheça os documentos necessários e já tenha tudo organizado para sua declaração o IR

O contribuinte já deve se programar para realizar o pagamento do Imposto de Renda. Nesse caso, a preparação necessária é separar todos os documentos para prestar contas à Receita Federal. 

Mas, afinal, você sabe quais documentos deve ter em mãos para preencher a declaração anual adequadamente? 

Caso a resposta seja não, fique tranquilo, vamos te ajudar com isso, pois quanto antes o envio do formulário for realizado, mais rápida a restituição será feita.

Cronograma

Até o momento, a Receita Federal não informou o calendário oficial para a declaração do Imposto de Renda 2021, bem como as regras. 

Geralmente o período de declaração começa no dia 1 de março e vai até o fim de abril. No entanto, não é prevista nenhuma mudança em relação ao ano passado. 

Contribuição

Com as definições para a declaração do IR sendo as mesmas do ano anterior, o contribuinte que recebeu acima de R$28.559,70 em rendimentos tributáveis no ano passado deverá fazer a declaração.

Também deve declarar o IR quem recebeu mais de R$40 mil em rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte. 

Quem obteve ganho de capital, seja com a venda de uma casa ou outro tipo de propriedade, também deve fazer a declaração. 

Se programe para fazer a declaração do IR

O mesmo cabe aos proprietários de bens avaliados em mais de R$300 mil até o dia 31 de dezembro de 2020.

Vale lembrar que as deduções com despesas médicas e educacionais do Imposto de Renda para pessoas físicas permanecem.

Geralmente as deduções são utilizadas pelo contribuinte a fim de reduzir o valor do tributo devido ou aumentar o montante a ser recebido na restituição.

Ano passado o governo federal anunciou que queria acabar com as deduções médicas e educacionais do IR, mas nada foi decidido.

Contudo, para que as deduções sejam aprovadas o contribuinte deve apresentar recibos que comprovem as despesas.

Documentos

Como informado anteriormente, para realizar a declaração do Imposto de Renda é necessário apresentar uma série de documentos. Listamos alguns que podem te ajudar durante o processo:

  • Informes de rendimentos de salários, aposentadoria, pensão etc;
  • Informes de rendimentos de instituições financeiras, inclusive corretora de valores;
  • Informes de rendimentos recebidos provenientes de aluguéis de bens móveis e imóveis recebidos de jurídicas;
  • Informações e documentos de outras rendas, como pensão alimentícia, doações e heranças recebida no ano, dentre outras;
  • Resumo mensal do livro caixa com memória de cálculo do carnê-leão;
  • Documentos que comprovem a compra e venda de bens e direitos;
  • Cópia da matrícula do imóvel e/ou escritura de compra e venda;
  • Boleto do IPTU de 2020;
  • Documentos que comprovem a posição acionária de cada empresa, se houver dívidas e ônus;
  • Informações e documentos de dívida e ônus contraídos e/ou pagos;
  • Controle de compra e venda de ações, inclusive com a apuração mensal de imposto;
  • DARFs de renda variável;
  • Informes de rendimento auferido em renda variável;
  • Pagamentos e doações efetuados;
  • Recibos de pagamentos ou informe de rendimento de plano ou seguro saúde;
  • Despesas médicas e odontológicas em geral;
  • Comprovantes de despesas com educação;
  • Comprovante de pagamento de Previdência Social e previdência privada;
  • Recibos de doações efetuadas;
  • Comprovantes oficiais de pagamento a candidato político;
  • Comprovante de pagamento de pensão alimentícia em decorrência de decisão judicial por alimentando;
  • Entre outros.

Lembrando que em alguns casos é indispensável a apresentação do CNPJ da empresa emissora do serviço ou produto.

Felipe Calbo
Jornalista formado pela Universidade Metodista de São Paulo atuante na chamada "massa de mídias", trazendo mais um braço da pluralidade de opinião em detrimento do mito da imparcialidade.

Deixe seu comentário

três × 4 =