Vacina Covid SP: 5 pontos de Vacinação drive-thru para idosos. Confira endereços

A partir de segunda-feira, dia 8 de fevereiro, a cidade de São Paulo vai estar com cinco pontos de vacinação contra a covid19 para idosos. O atendimento vai funcionar das 8h às 17h nos seguintes endereços:

  •  Estádio do Pacaembu – Praça Charles Miller, Pacaembu – Coordenadoria de Saúde das zonas central e oeste
  • Estádio Neo Química Arena (Corinthians) – av. Miguel Ignácio Curi, 111, Artur Alvim – Coordenadoria de Saúde da zona leste
  • Autódromo de Interlagos – r. Jacinto Júlio, portão EHN, Cidade Dutra – Coordenadoria de Saúde da zona sul
  • Anhembi – entrada da r. Olavo Fontoura, portão 38, Santana – Coordenadoria de Saúde da zona norte
  • Igreja Boas Novas – r. Marechal Malet, 535, Vila Prudente – Coordenadoria de Saúde da zona sudeste

Além desses pontos, a vacinação também será feita em 468 Unidades Básicas de Saúde espalhadas pela capital e quatro Centro Escolas.

Neste primeiro momento, idosos com mais de 90 anos vão ser vacinados. Aqueles que não podem sair de suas residências podem solicitar para receber o imunizante em casa. Neste primeiro momento, a Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo espera vacinar mais de 32.837 pessoas.

Os pontos de drive thru vão permanecer em São Paulo por algumas semanas. A partir do dia 15 de fevereiro, idosos com mais de 85 anos serão imunizados.

De acordo com a Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo, as cidades do interior também vão contar com pontos estratégicos para a vacinação de idosos. “Cada município tem a capacidade de olhar para o seu território e de adotar a estratégia que for melhor para atender a sua população”, afirmou Regiane de Paula, que é Coordenadora de Controle de Doenças e Coordenadora do Plano Estadual de Imunização.

Para que a logística seja organizada com precisão pelo órgão, a recomendação é de que a população já comece a fazer o pré- agendamento para receber a vacina no Portal Vacina Já. 

Pré agendamento da vacina

O Governo de São Paulo tem recomendando a população a fazer o pré- agendamento para a vacinação no Portal Vacina Já. O principal motivo para isso é a rapidez na hora de fazer o cadastro das pessoas que vão ser imunizadas.

O cadastramento feito no portal economiza em 90% o tempo necessário para coletar dados dos cidadãos. Presencialmente, an hora da vacinação, é preciso aguardar dez minutos para que o profissional da saúde tenha todas as informações da pessoa. Quando o pré agendamento é feito, esse tempo é reduzido para um minuto.

É importante destacar que fazer o pré agendamento no portal Vacina Já não é um requisito obrigatório para tomar a vacina. Ele apenas facilita a dinâmica do processo. Os idosos que não estão habituados com o uso da internet podem solicitar para que um familiar ou pessoa de confiança realize o cadastro.

Mensagens falsas sobre vacinação

O Governo de São Paulo fez um alerta sobre a divulgação de mensagens falsas sobre o calendário de vacinação no Estado.

As mensagens compartilhadas em aplicativos de mensagens, em especial no WhatsApp, informam que já estão disponíveis datas de imunização para pessoas entre zero e 28 anos, o que não é verdade. Outras informações antigas ou totalmente incorretas estão contidas na mensagem.

A orientação para a população é se informar nos canais oficiais do governo caso surjam dúvidas.

São Paulo está seguindo o que foi orientado pelo Plano Nacional de Imunizações, criado pelo Ministério da Saúde. Profissionais da saúde, indígenas, quilombolas, idosos com mais de 60 anos e pessoas com deficiência vivendo em instituições de longa permanência (ILPIs) são os grupos que estão na primeira fase de vacinação.

Novas doses chegam em São Paulo

Na noite desta quarta feira, dia 3, insumos para a produção da Coronavac no Brasil chegaram da China. Mais de oito milhões de doses poderão ser produzidas com essa entrega. De acordo com o governo de São Paulo, esse foi o maior lote de insumos recebidos até agora.

Os produtos chegaram no Aeroporto de Viracopos, em Campinas. A carga tinha 5,4 litros de insumos, que foram desenvolvidos na fábrica da Sinovac, em Pequim. Agora, em São Paulo, as doses serão envasadas, embaladas e rotuladas. Depois, no dia 23 de fevereiro, elas serão entregues ao Ministério da Saúde para participarem do Plano Nacional de Imunizações (PNI).

Avatar
Formada em Jornalismo pela PUCPR. Atualmente está cursando Pós Graduação em Questão Social e Direitos Humanos na mesma instituição de ensino. Tem paixão por informar as pessoas e acredita que a comunicação é uma ferramenta que pode mudar o mundo!

Deixe seu comentário

17 + 9 =